23 setembro 2018

PRA VOCÊ | guia pra entender o básico das eleições 2018

Foto: Benjamin Robyn Jespersen
oi, gente! como disse o twitter da série house of cards uma vez: "Tá difícil competir." o tweet se referia á política brasileira, e olha que isso foi ano passado, antes mesmo desse caos que a gente se encontra hoje. é por isso que o papo de hoje é, sim, de última hora, mas é sério e pra todo mundo, inclusive e principalmente pra você que não gosta de política, tá? não fecha a aba, fica aqui, vai.

eu sei, política é chato, eu também não aguento mais falar sobre o assunto, mas e aí? é melhor se estressar agora do que durante os próximos 4 anos inteirinhos, certo? antes de começar, já aviso que eu não sou mesmo nenhuma expert, tô longe disso e todas as informações do post eu adquiri através de vídeos e pesquisa. mas por que falar sobre isso então se eu não sou expert no assunto? porque a política interfere na vida de todos nós e quanto mais informação temos sobre, mais podemos opinar e usá-la ao nosso favor. eu entendi que tudo é política: desde o nosso direito a usar a internet até a nossa existência. porque sim, a tua existência é política, a minha? também é política pra caralho. se posicionar, no fim das contas, acaba sendo essencial, por isso eu quis fazer esse guia, pra ajudar quem tá perdidão a entender algumas coisinhas básicas que eu também não entendia e tinha vergonha de perguntar. bora?
porque é obrigação? sim, também. mas eu vejo muita gente falando sobre votar nulo ou em branco, e a gente tem que entender que a solução não tá aí. votar é importante porque é a sua chance de fazer parte de uma decisão que pode mudar a sua vida e a vida de um país inteiro. eu sei que parece que nós somos apenas 1 em 1 milhão e que o nosso voto não faz diferença, mas faz sim. é através da política que a gente pode usar a nossa voz pra escolher algum candidato que nos represente e pode até não ser 100%, mas sempre vai existir alguma opção que se encaixe de alguma forma nas suas ideias. votar nulo/branco não é uma forma de protesto, é uma forma de, literalmente, se anular e simplesmente não lutar contra o que você acha errado. é uma forma de se calar, de jogar fora as conquistas de direito de votos, é uma forma de deixar os outros tomarem decisões por você, decisões essas que vão afetar a sua vida diretamente. o seu voto é a sua voz, você vai usá-la ou se calar e deixar todos os outros falarem no seu lugar?

parece que a gente só vota pra presidente, mas não, gente, é um bando de coisa! além de presidente, e vice-presidente, 2018 também é o ano em que vamos escolher governador e vice-governador do estado e do distrito federal, senador e, pra finalizar, deputados federal e estadual.

dia 7 de outubro eu quero todo mundo bem bonitinho indo votar, viu? é das 8h às 17h. e em caso de segundo turno, a votação ocorre dia 28 de outubro.

agora que a gente sabe por que votar, quando votar e em quais cargos votar, tá na hora de descobrir quais são as funções desses tais cargos. as principais funções de um deputado estadual são as de fiscalizar, propor, aprovar, revogar, alterar leis ou projetos de leis do Estado e fiscalizar as contas do Poder Executivo (clica aqui pra saber sobre os 3 poderes!). aliás, é ele quem representa o seu estado lá na Assembléia Legislativa, e as leis criadas por essa pessoa são aplicadas somente no estado que o elegeu.

o deputado federal também vota e aprova leis e também vai representar o povo, mas pro rolê ficar mais organizado, ele cuida das leis em abrangência nacional. ele pode também fiscalizar os atos do presidente da República e aprovar ou não medidas provisórias editadas pelo Executivo.

enquanto os deputados vão representar o povo, o Senador vai representar os estados e o Distrito Federal por 8 anos (sim!!!), vai ser ele quem vai fazer leis, fiscalizar o Poder Executivo e processar e julgar, nos crimes de responsabilidade, o presidente, seu vice e outros cargos importantíssimos.

é o governador quem vai representar o Estado nas suas relações políticas, administrativas ou jurídicas, é ele quem vai participar do processo legislativo, e cuidar da segurança pública, ou seja, um bando de coisa. pra fazer esse bando de coisa, ele recebe a ajuda dos secretários do estado e também tem um vice.

o presidente, claro, vai ser o que cuida do rolê todo. ele é o chefe do Estado, do governo e não satisfeito, também é representante do povo. é ele quem governa e administra os interesses públicos da nação, tem responsabilidades administrativas (do tipo nomear os chefes dos ministérios e ministros, etc), legislativas e militares, representa o Brasil até internacionalmente e decide sobre as nossas relações com outros países, sustenta a nossa independência, tenta manter a ordem do lugar e tem que ter um plano de governo com propostas. além disso, ele também tem vice, que a gente tem que ficar de olho!

como eu falei, o presidente tem que ter um plano de governo apresentando suas propostas e maneiras de realizar essas metas, por isso, cada candidato apresenta o seu. a EXAME reuniu aqui nesse link os planos dos 13 candidatos à presidência e eles variam de 5 páginas, como o da Vera do PSTU, até 228 páginas como o do Guilherme Boulos do PSOL. Pra facilitar a nossa vida, a BBC reuniu aqui nesse link as propostas de cada candidato separadas por tópicos e de uma forma mais interativa.

nas últimas semanas eu tenho ouvido muita gente falar sobre o voto útil e isso nada mais é do que votar estrategicamente, digamos assim. sabemos que existem 13 candidatos à presidência, mas na realidade, só 3 ou 4 têm chances reais de vencer. o voto útil seria deixar de votar em um dos que não têm chances de ganhar e focar nesses 3 ou 4 que podem vencer, entendem? ele é usado, principalmente, pra derrotar algum candidato em comum, colocando na presidência alguém capaz de o ultrapassar no segundo turno. aí cabe a você decidir se o voto útil faz sentido pra ti ou não.

o primeiro turno vai acontecer dia 7 de outubro quando todo mundo sair da sua casinha pra votar. o segundo acontece dia 28 de outubro e ocorre quando nenhum dos dois candidatos mais votados atinge a maioria absoluta dos votos válidos, que seria 51%. ah, o segundo turno só acontece com presidentes e governadores.

a Jout Jout tá fazendo uma série de política simplesmente sensacional. esse é só o primeiro vídeo da série, mas vale muito a pena ver todos. ela explica muito muito muito bem sobre a importância da política e da democracia e indica aplicativos pra gente poder acompanhar e escolher nossos candidatos de uma forma mais tranquila, e tudo de um jeito divertido, dá o play!

esse vídeo da Ellora é maravilhoso, aliás, tirei váaaarias informações pro post desse vídeo aí (e do site do TSE também!). aqui, além de explicar as funções e salários de cada cargo, ela também explica um pouco sobre os partidos e suas coligações de um jeito bem descontraído, além de indicar alguns sites bem legais e dicas pra gente escolher bem os nossos candidatos. ah, quem quiser me indicar outros vídeos sobre o assunto, tô quereni!


e é isto galera. post básico e enorme que eu queria ter feito antes, mas não rolou. agora faltam só 14 dias e nós temos um candidato aí que poderia nos levar de volta para a escuridão (não fui eu que disse, foi o excelentíssimo The New York Times), então vamos votar conscientemente, eu imploro, lembrando de pensar não só no seu bem estar, mas no bem estar de toda uma sociedade que é 100% plural e diversificada também.

e pra finalizar, vale relembrar: já são quase 7 meses sem respostas sobre o assassinato de Marielle e Anderson. eu não esqueci, e tu?

VEJA MAIS:
Me acompanhe também nas redes sociais: 

10 setembro 2018

PLAYLIST | e se eu resumisse o meu mês em 10 músicas? (agosto/2018)

Em destaque: Jão
Oi, gente! Primeiramente, que tipo de agosto foi esse que passou voando? Tá errado isso aí! E segundamente, eu sumo, mas que bom que cês não desistem de mim porque eu sempre volto HAHAHA. Como foi combinado no post passado, todo início de mês eu vou trazer aqui as 10 músicas que eu mais ouvi no mês que passou. Ainda tô pensando num nome mais decente pra essa coluna, mas a criatividade não tá deixando, então por enquanto a gente fica com esse nome bem literal mesmo. Eu uso um site que se conecta com o meu Spotify pra me dizer o que, de fato, eu mais ouvi, então essa coluna é sem fraude, viu? hahaha. O artista mais ouvido desse mês se chama Jão e a gente vai conhecer mais um pouquinho dele e uns outros sons bem massas agorinha na playlist, bora? 
1. Jão - A Rua
Eis aqui o tal do Jão, meu mais novo vício e crush da música brasileira. Jão construiu sua carreira através da internet. Ele postava um cover aqui, outro acolá e quando viu já tinha conquistado vários corações, entre eles um bem importante: o do estúdio Headmedia e, por tabela, da Universal Music. Ele lançou alguns singles e com "Imaturo" aumentou a sua audiência. Em agosto, Jão lançou o seu primeiro álbum chamado Lobos, que é composto por 8 músicas maravilhosas, mas foi a faixa 6 que  me conquistou logo de cara e que eu escolhi pra colocar aqui no post, afinal, é a minha favorita.

2. ANAVITÓRIA - Canção de Hotel
O meu amor por Anavitória é antigo. Já falei delas aqui nesse post e já fui em dois shows desses anjinhos, mas contei só do primeiro aqui (embora o segundo tenha sido muito mais mágico, pra começar pelo fato de eu ter chego na hora HAHAH). Bem no início de agosto as meninas lançaram o segundo álbum que ainda mantêm a essência das duas, mas de um jeitinho diferente, com um toque de guitarra ao invés do violão. Eu amei demais, com certeza foi um dos meus lançamentos favoritos do mês. 
Não sei por que você parece melodia... em cada verso meu, em cada riso meu, tem você. Não sei dizer, te vi e já sabia que era pra ser.

3. Ariana Grande - Breathin
Outro lançamento que me pegou de surpresa esse mês foi o do novo álbum da Ariana Grande. Eu já tava esperando pelo Sweetener há tempos, mas não tinha noção de que ele seria tão diferente de tudo que a Ariana já tinha feito. Confesso que, de primeira, dei uma estranhada daquelas e demorei pra gostar, mas agora tô cantarolando "just keep breathin and breathin and breathin..." o tempo todo hahaha.

4. Jessie Reyez - Body Count Remix (ft. Normani & Kehlani)
Eu amo a Jessie Reyez, acho a voz dela muito singular e, quando vi que ela tinha lançado uma música com o amor da minha vida vulgo Normani e com a maravilhosa da Kehlani, corri pra ouvir e não deu outra: viciei rapidin.
Sou independente, sou autossuficiente e eu não preciso de um anel de casamento. Você nasceu de uma mulher, mostre algum respeito, porra.

5. Luisa Sonza - Devagarinho
O que seria dessa playlist sem música pra rebolar a raba? Nada, né?  Pois quando eu tô a fim de me mexer eu abro o Spotify e é em Devagarinho que eu clico. 

6. Bia Ferreira - Cota Não É Esmola
Esse mês foi de muitas paixões, viu. Recentemente achei a Bia Ferreira enquanto vagava pelo youtube e amei demais! Acho a letra dessa música muito forte e muito importante, sem contar que a interpretação da Bia é fantástica.
São nações escravizadas e culturas assassinadas, é a voz que ecoa do tambor. Chega junto, venha cá, você também pode lutar e aprender a respeitar porque o povo preto veio para revolucionar.
7. benny blanco - Eastside (ft. Halsey & Khalid)
Essa música me conquistou mais pelo clipe do que pela música em si. Eu acho muito legal quando clipes contam uma história e esse que conta histórias de amor dos próprios cantores me conquistou fácil fácil. Só fiquei bolada que não tem nada sobre a vida do Khalid, bora dar um jeito nisso aí, benny? (sem dúvidas ele vai ler esse post e atender o meu pedido, aguardem)

8. Emicida - Baiana (part. Caetanos Veloso)
O Emicida apareceu aqui post passado e, como ele tá reinando na minha playlist, vai aparecer de novo! Meu vício da vez é essa colaboração dele com o Caetano Veloso, mó vibe gostosa de ouvir. 
9. Melody - To Bem To Zen (part. Bella Angel)
É agora que eu digo adeus pra minha reputação ou pode ser depois? HAHAHA. Eu falei que esse post era sem fraude, então tenho que ser sincera: ouvi Melody nesse agosto, sim. Achei a música e o clipe uma gracinha e posso falar umas verdades? Acho a garota bem talentosa, ela só usava a voz de um jeito muito errado mas se ela usar certinho, é capaz de ter uma carreira legal no futuro (e digo o mesmo da irmã dela). Alguém concorda comigo ou eu que tô loka

10. Nina Nesbitt - Loyal To Me
Essa foi paixão temporária: ouvi durante agosto inteirinho e agora já não aguento mais HAHAH fazer o que, né não? Mas a música é muito boa, sim, vale a pena dar uma ouvida. Aliás, Nina Nesbitt merece mais reconhecimento, a bicha tem umas músicas bem boas, viu?

Cabô, gente. Agora quero saber de vocês, o que mais ouviram nesse mês de agosto? Me contem aí embaixo!

VEJA MAIS:
Me acompanhe também nas redes sociais: 
Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo