14 abril 2017

Dá o play | Vem conhecer o pop da IZA

Alô, alô, amores! Tudo bem com vocês? Hoje vamos falar sobre música! Não é novidade que o pop nacional tem se expandido cada vez mais. Temos Anitta, Ludmilla, Lexa, entre outras, e agora temos também a *que rufem os tambores* IZA, essa moça maravilinda da foto acima. Então, sim, a indicação musical de hoje é ela, mas antes de dar o play, vamos conhecer um pouquinho mais da IZA? 
A IZA, que na verdade se chama Isabela Lima, tem 25 anos, é carioca, formada em Publicidade e Propaganda e já gostava de música desde pequena. Quando criança, fazia performances pra sua família e, aos 14 anos, começou a cantar na Igreja. Ela, que é dona de muito talento, até tentou seguir carreira na Publicidade, mas percebeu que gostava mesmo era de cantar (que bom, né?), aí em 2013 criou um canal no youtube pra postar seus covers e, claro, acabou chamando atenção de algumas gravadoras, entre elas, a Warner Music. A Warner, que não é boba nem nada, logo fez um convite pra IZA, e assim, a moça acabou se tornando a mais nova aposta da gravadora. Chique, né?
Além de já ser poderosa e cheia de personalidade, ela também se preocupa em ajudar a empoderar o seu público e propagar a ideia do empoderamento negro e feminino. Numa entrevista a Billboard, ela disse "Quando eu era mais nova, não tinha nenhuma referência de jovem negra para me espelhar. Tenho uma preocupação grande de levantar essa bandeira e expressarei isso nas letras, nos vídeos, no figurino." amém, IZA!
As inspirações da poderosa são artistas como Lauryn Hill, Tina Turner, Diane Ross, Beyoncé, Tinashe e Stevie Wonder, e é óbvio que com umas inspirações dessas, só tem como sair coisa boa! Tudo isso resultou no som da IZA: uma mistura de pop e R&B, bem do jeitinho que a gente gosta. É música pra bater cabelo na balada e cantar bem alto com azamigas. Pronto, agora cês já tão prontas pra dar play, bora?
 Te Pegar

Quem Sabe Sou Eu

Hello (Cover)

Se você gostou da IZA e quer acompanhá-la nas redes sociais, tá tudo aqui embaixo:
Por hoje é só, e já que não teremos post domingo, já desejo uma FELIZ PÁSCOA pra vocês ♡ 

VEJA MAIS:
Me acompanhe também nas redes sociais: 

10 abril 2017

4 maneiras de usar meia-arrastão + onde comprar

Foto: Pinterest | Edição por: Gabriela Soares
Oi, amores! Fazia muito tempo que eu não falava sobre moda aqui no blog, né? Decidi botar o papo em dia começando pela famigerada meia-arrastão que apareceu pra ficar! Ela veio diretamente dos anos 90 (como a maioria das últimas tendências) e não dá nem pra dizer que foi chegando devagarzinho, porque esse trend meio que chegou chegando do nada mesmo e de repente tava em tudo que era lugar. Mas o importante mesmo é que essa moda já conquistou muitos corações (incluindo o meu) e hoje vou mostrar algumas inspirações e alguns modos pra você usar a meia-arrastão pra compor o seu look.
Um dos jeitos que eu mais vejo por aí é o combo meia-arrastão + jeans rasgado, afinal, qual a graça de usar uma meia-calça linda dessas e colocar um jeans todo fechado por cima, né? O melhor é que essa combinação não tem como dar errado, é só tomar cuidado pra não ficar muita informação no look e voilà.
Uma foto da Kim Kardashian usando essa meia com a barriga de fora, ainda em 2016, foi o bastante pra transformar isso numa febre entre as fashionistas, e não é que foi uma ótima ideia? Amém, Kim K! O objetivo aqui é deixar a barrinha da meia-calça aparecendo mesmo, chega de esconder! A composição fica bem mais moderninha e eu não sei vocês, mas eu tô apaixonada por esse estilo!
Pra quem não quer chamar tanta atenção, mas mesmo assim quer usar a trend, uma boa é apostar nessas meias arrastão até o tornozelo, a famosa meia soquete, só que na versão arrastão. É um elemento que faz toda a diferença no look e o melhor? Fica lindo com tudo, desde tênis até salto alto! A parte difícil tá em achar essas belezinhas pra comprar, né? Tinha uma dessas na Renner, mas esgotou, então vale a pena ficar de olho na loja pra ver se vão repor a peça.
Nem precisa ser T-shirt dress, pode ser qualquer camisetão que você tem aí, eu sei que sempre tem uma dessas jogada no fundo do nosso armário (ou até roubada do namorado, né não?). Usar T-shirt como vestido já é estiloso por si só, mas com uma meia-arrastão e os acessórios certos vai ficar melhor ainda.
Gente, tá difícil encontrar meia-arrastão, hein? A da Renner ainda tá pra chegar no site, coloquei aqui porque tem até como pedir pra te avisarem quando o produto chegar de fato, então acredito que vá chegar logo. Renner, anda logo com isso aí, minha filha! Já as da Ziovara e a da Americanas estão 100% disponíveis, então corre pra comprar antes que acabe!
♡ Meia Arrastão, na Ziovara
♡ Meia Arrastão com Lurex, na Ziovara
Meia Calça Loba Arrastão, na Americanas
♡ Meia Calça Arrastão Loba, na Renner
E por hoje é só, espero que tenham gostado do post e até o próximo!

Me acompanhe também nas redes sociais: 

06 abril 2017

6 on 6 (abril) | Rotina

Alô, alô, cheguei! A gente tarda mas não falha, né? Haha. Hoje não tem muito blábláblá, afinal, é dia do meu tão amado 6 on 6! O tema escolhido pra esse mês mês foi rotina, e como eu ainda não comecei o meu curso, a minha rotina está, digamos, bem tranquila e paradona mesmo, maaas mesmo assim consegui tirar umas fotos legais pra vocês que resumem direitinho como os meus dias têm sido, bora ver?
O que é 6 on 6? É um projeto fotográfico no qual todo dia seis de cada mês, eu e as outras blogueiras que estão participando, devemos postar seis fotos de um determinado tema (cada uma em seu blog).
Não sei vocês, mas a primeira coisa que eu faço é acordar, não é? hahah. Levei o 6 on 6 a sério e tirei fotinho sem make, sem pentear a sobrancelha, toda natural, viu mores? E outra, melhor coisa acordar com o solzinho na cara, muita gente não gosta, mas eu amo ¯\_(ツ)_/¯.

Depois é hora de tomar café da manhã (que na verdade é sempre com chá ou leite porque não gosto de café, me julguem) e ler um pouquinho. O livro da vez é o A Mais Pura Verdade e eu mal comecei, mas já aviso que assim que terminar tem resenha! Ah, e por falar nisso, terminei o Um Dia e já se preparem pra uma resenha bem amorzinho.

Vocês acharam mesmo que eu ia esquecer do meu cantinho favorito da internet? É claro que não, afinal, a minha rotina envolve muito o blog! Responder comentários, fazer novos posts, visitar outros blogs, buscar inspiração... tudo isso faz parte dos meus dias (e do de todo blogueiro, né não?)

Chegamos a parte mais chata do dia, porém, ao mesmo tempo, a mais necessária. Estudar, estudar e estudar um pouco mais, tudo pra entrar na tal da faculdade federal. É assim que passo as minhas tardes. Diversão pra que, né?

Como a boa mãe que sou, tenho que passear com a minha filha haha. Tive que pegar uma foto mais antiguinha -e na vertical :(- de quando era horário de verão porque agora quando eu saio com ela já está escuro e não ia ficar legal fotografar sem luz.

Durante todas essas partes do meu dia, podem ter certeza que eu tô ouvindo música (até na hora de estudar, sério), e normalmente, depois de fazer essas coisas e estar relaxada, eu pego meu violão e fico viajando e tocando qualquer coisa, é a melhor terapia ever! E olha o arco íris na foto de novo haha dessa vez fiz o efeito de outro jeito, se quiserem que eu explique como, é só pedir. Depois fico fazendo uns nadas e vou dormir porque ninguém é de ferro, tá? E cabô, tá aí a minha rotina bem tranquila, agora me conta aí embaixo como é a sua!

Ah, não esqueça de dar uma olhada nas fotos das outras participantes:

VEJA MAIS:
6 on 6: Alguns livros por aí
5 formas de organizar o seu feed do Instagram
Me acompanhe também nas redes sociais:

04 abril 2017

13 motivos pra dar uma chance pra 13 Reasons Why


Poster de 13 Reasons Why
Ok. Eu sei que vocês provavelmente não aguentam mais ouvir falar sobre essa série e que a internet tá saturada de tanto 13 Reasons Why, assim como sei que os dois últimos posts aqui do blog foram sobre série - mas eu juro que é só coincidência e muita necessidade de indicar séries por aqui. Enfim, se você tem internet e usa as redes sociais, é basicamente impossível não ter ouvido falar de 13 Reasons Why desde o dia 31 pra cá, mas se, por um acaso, você tenha estado off durante esse tempo, é só acompanhar o post que eu te explico porque a internet surtou tanto com esse seriado. Bora lá?
Hannah Baker (Katherine Langford)
Fita 1, lado A: A história
13 Reasons Why conta a história de Hannah Baker, uma menina que cometeu suicídio (não é spoiler, viu? Você já começa a série sabendo que a Hannah não está mais entre nós) e deixou 7 fitas explicando o que a levou a chegar a tal ponto. Cada fita, obviamente, tem dois lados, e juntando os lados em que Hannah gravou alguma coisa, chegamos a 13. Cada um dos 13 motivos é explicado por ela de um jeito que te prende muito na frente da TV. Você fica louco pra saber o que, afinal, levou uma moça tão jovem a uma decisão tão dolorosa.
Fita 1, lado B: Foca em temas muito, muito importantes
13 Reasons Why nos explica cada um dos motivos que levaram Hannah Baker ao suicídio, e, durante essas histórias, a série toca em temas delicados que precisam muito ser discutidos, como bullying, assédio, estupro, entre outros temas importantíssimos.

Clay Jensen (Dylan Minnete)
Fita 2, lado A: É um alerta
Como eu já vi pessoas dizendo por aí: 13 Reasons Why devia passar nas escolas. Sem brincadeira. Essa não é uma série engraçadinha, não é só pra passar o tempo ou ficar brigando por shipp. 13 Reasons Why é um alerta pra mostrar como as nossas ações podem interferir na vida de alguém e é por isso que ela é tão importante. Outra coisa muito legal é que não tem piadinhas no meio da trama pra aliviar o clima ou pra série ficar mais leve, o clima é pesado mesmo e é tudo tratado com muita seriedade.
Fita 2, lado B: O elenco é incrível
O cast é jovem e, apesar do Dylan Minnete (que interpreta o Clay) e da Kate Walsh (que interpreta a Mrs. Baker) já serem conhecidos, o resto do cast é, pelo menos pra mim, bastante desconhecido, porém muito talentoso! Todos eles conseguem passar a emoção dos personagens pra gente de uma forma muito natural. E nessa categoria tenho que dar destaque especial pra Katherine Langford, que interpreta a Hannah, pra Alisha Boe, que interpreta a Jessica e pra Kate Walsh que interpreta a mãe da Hannah, me emocionei muito nas cenas delas, quem assistiu sabe o que eu tô falando.

Dylan Minnete (Clay), Selena Gomez e Katherine Langford (Hannah)
Fita 3, lado A: É produzido pela Selena Gomez
Sempre rola uma curiosidade de saber como vai ser o trabalho de um artista que a gente admira, né? Eu, por exemplo, comecei a assistir só por causa desse motivo e claro, não me arrependi. A produção tá maravilhosa e eu já quero a Selena produzindo mais coisas!
Fita 3, lado B: O mistério
Eu só vou dizer uma coisa pra vocês: eu fiquei 13 horas parada na frente da TV de tão curiosa pra saber os motivos da Hannah. Sim. Treze. Horas. Meu fim de semana foi consumido por 13 Reasons Why e a razão é todo esse mistério envolvendo os motivos, e quer saber? Não me arrependo. Você fica louco pra terminar logo e nem parece que os episódios têm cerca de uma hora de duração.

As tais das fitas.
Fita 4, lado A: "Será que eu sou um dos porquês de alguém?"
Eu me peguei pensando nisso muitas vezes enquanto assistia, simplesmente pelo fato de que, todos nós estamos sujeitos a sermos um porquê de alguém, assim como todos nós estamos sujeitos a sermos a Hannah. Ao assistir, você vai refletindo muito sobre isso e repensando suas atitudes, até as mais pequenas.
Fita 4, lado B: Não é só mais uma série teen
Ser série teen não é problema nenhum, mas o que eu quero dizer é que essa deve atingir muito mais do que os adolescentes. Essa é uma série pra todos, é claro que o foco são os adolescentes, mas adultos também deveriam (e muito) assistir, principalmente pais, já que a série nos mostra o quanto a comunicação entre pais e filhos é importante.

Mrs. Baker (Kate Walsh) e Hannah Baker (Katherine Langford)
Fita 5, lado A: É uma série, infelizmente, muito real
Você pode até não se identificar 100% com algum personagem, mas se você já fez ou está fazendo o Ensino Médio, sabe que a realidade da Hannah é a de muitos alunos, assim como a realidade de alguns outros personagens. Todos eles existem na vida real, sem exceção, até o mais nojento de todos.
Fita 5, lado B: É baseada em um livro
Acho que muita gente já sabe e também muita gente já leu. Eu ainda não li, mas pelos comentários que vi por aí, a obra ficou bem fiel ao livro. Outro ponto positivo nisso é que depois de assistir, você pode correr pra ler!
Fita 6, lado A: É uma modinha do bem
13 Reasons Why virou modinha, disso todo mundo sabe, mas ah, se todas as modinhas fossem boas assim! Quem tem Twitter, por exemplo, viu as tags #NãoSejaUmPorque e #AprendiCom13RW nos trending topics, o que, convenhamos, é muito legal, porque tá rolando uma corrente maravilhosa de fazer o bem pros outros e é desse tipo de modinha que a gente precisa. 13RW, acima de tudo, te lembra de como a empatia é fundamental.

Hannah Baker (Katherine Langford) e Jessica (Alisha Boe)
Fita 6, lado B: Não romantiza assuntos sérios
É claro que os do contra da internet tinham que achar algo pra ~encher o saco~ e, dessa vez, vi alguns dizendo que a série romantiza o suicídio, mas qualquer um que assiste com seriedade consegue ver que não é assim não, muito pelo contrário. 13 Reasons Why te mostra a dor que um suicídio causa nas pessoas ao seu redor, ao mesmo tempo que explica porque uma pessoa, em sã consciência, pensaria em fazer algo assim. A cena do suicídio dói em quem tá assistindo, assim como as outras cenas fortes que a série mostra (não vou falar sobre o que pra não jogar spoiler por aí, mas algumas eu nem consegui assistir, fiquei com nó na garganta).
Fita 7, lado A: É da Netflix
Ou seja, a temporada toda tá ali prontinha só te esperando dar play, pelo amor de Deus, tá esperando o que? Ah, e se você já terminou a série, a nossa linda Netflix disponibilizou um especial de meia hora no qual os atores, a equipe de produção (alô, Selena Gomez) e alguns profissionais da saúde discutem sobre bullying, abuso sexual e depressão. Super informativo e interessante de assistir. O nome é 13 Reasons Why: Tentando Entender os Porquês e tá disponível lá na nossa plataforma favorita: a Netflix.
E por hoje é só! Juro juradinho que o próximo post não vai ser sobre série, tá? HAHA um beijão.

VEJA MAIS:
Me acompanhe também nas redes sociais: